Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Lugares para ir’ Category

where to go? part 2.

Estátua da liberdade (statue of liberty) – enviada aos Estados Unidos como um presente de Napoleão III ao povo dos Estados Unidoscomo um prêmio por sua vitória em uma batalha contra a Inglaterra. Na base há um pequeno museu com objetos relacionados a Estátua, incluindo sua tocha original, substituída durante a restauração em homenagem ao seu centenário. O custo do ingresso é de US$ 13,00. As autoridades fecharam o acesso do público à tocha em 1916, durante a Primeira Guerra Mundial, após uma explosão em um depósito de munições nas proximidades, que foi atribuída a sabotadores alemães e danificou a estátua. Quando eu estiver lá, o acesso ao interior da estátua, bem como, a sua coroa está PROIBIDO, em decorrência de reformas. Mas a Liberty Island continuará aberta aos visitantes.

Museu metropolitano de arte (Metropolitan Museum of Art) – É um dos maiores e mais importantes museus do mundo e abriga uma importante colecção de pintura européia dos séculos XII-XX e obras da arte antiga. O museu é aberto de terça a domingo, das 9:30 às 5:30 (sextas e sábados, até as 9 da noite). A entrada é de $20. New York, NY 10028, Estados Unidos.

Edifício Chryler (Chryler building) – é um arranha-céu com 319 metros. End.: 405 Lexington Avenue (at 42nd Street), New York, New York. É permitido entrar no lobby – acesso gratuito, mas nem sempre deixam tirar fotos lá dentro. “Para fotografá-lo, o melhor ponto é o observatório do Empire State Building. Vale a pena chegar antes do pôr-do-sol e permanecer até o anoitecer, quando as luzes do “vértex” são acesas.

 

 

 

  • Também ver: Ponte do Brooklyn.

Read Full Post »

places to go? part 1.

 Times Square – é uma famosa avenida da cidade. Cruzamento da Broadway com a Sétima Avenida, entre as Ruas 42 e 47. Na Times Square está localizada a NASDAQ,  os estúdios da rede de televisão ABC, de onde o programa matinal Good Morning America é transmitido ao vivo. Temos também a grande loja de brinquedos Toy’s “R”, que tem uma roda gigante em seu interior, e um boneco animado de um t-rex. Temos também a principal loja da disney, o restaurante ESPN Zone, com atividades esportivas (ex: golfe e box virtual); de restaurante também se encontra o Mars 2112, que é um restaurante temático (naves espaciais); também se tem o Planet Hollywood. De museu? Encontramos o museu de cera da Madame Tussaud. Por loja também temos a American Girl Place, e o Build a bear workshop! Também se encontra a loja da Swatch, bilheterias TKTS (ingressos para as peças da broadway com descontos).  Metrô: 1, 2, 3, N, Q, R, W.

Grand Central Station (ou Terminal) – maior terminal de trens do mundo em número de plataformas (são 44 com 67 trilhos entre elas) . Acesso gratuito, o endereço é 42nd st com Park ave. A grande pergunta era: O que fazer nesse lugar? Notei que algumas pessoas falam sobre ver as estátuas do Hércules, Minerva e Mercúrio, o grande salão (imagem), o teto que tem o céu pintado, as escadarias, e o relógio sobre a central de informações. Foi cenário de inúmeros filmes, e o primeiro que definitivamente vem a minha cabeça é o “curioso caso de Benjamim Button”.


Museu Americano de História Natural
(American Museum of Natural History) É especialmente reconhecido pela sua vasta colecção de fósseis, incluindo de espécies de dinossauros. Uma das grandes atrações do museu é uma coleção de esqueletos de dinossauro, com mais de 30 milhões de fósseis e artefatos espalhados por 42 salas de exibição. Localização: Central Park West at 79th Street. O preço? Em torno dos 21 dólares para adultos, ao menos, na data que eu olhei, que foi em um sábado, pode ser que nos demais dias o valor seja diferente.

Central Park – é um grande parque (com uma área de 3.4km²). Região: Uptown Manhattan, e o endereço é: entre as ruas 59 e 110. Existe um reservatório que divide o parque em SUL e NORTE. Horário de funcionamento: 6h da manhã à 1h da madrugada. Existem vários espaços no Central Park, sendo eles:
  1. Central Park Zoo: o zoológico do central park (será que tem os pinguins de madagascar? :D). O ingresso é 10 dólares. Em fevereiro ele fica aberto diariamente das 10h:00min às 16h:30min. Tem-se o circulo polar, a floresta tropical e o território moderado.
  2. Belvedere Castle: Ele nos oferece uma visão panorâmica do parque em QUALQUER direção. Tem-se o delacorte theather, uma estação metereológica, o Henry Luce Nature Observatory – com uma pequena coleção de artefatos, microscópios e telescópios. É localizado ao meio do parque (79th street). Horário de funcionamento: de terça a domingo das 10h:00min às 17h:00min.
  3. Strawberry Fields:  Financiada pela viúva de John Lennon, a não menos famosa Yoko, em consideração ao assassinato do marido que se deu na frente do edifício Dakota. Strawberry Fields é uma das regiões mais visitadas pelos turistas, sendo que esses muitas vezes deixam as suas homenagens sob o mosaico. Localização: West Side – entre a 71st e a 74th Street.
  4. Bow Bridge: Considerada  como uma das localidades mais românticas existentes no Central Park, assim sendo, TENHO que ir com o André, e se não estivesse frio, fazer um piquenique lá perto, mas vai depender, e muito, do clima. Localização: 74th Street, próximo de Bethesda Terrace.
  5. The Mall: entre a 66th e a 72nd Streets. É aquele “corredor” com banquinhos.
  6. The great Lawn: um enorme jardim. Localização: da 79th Street até a 85th Street
  7. Lasker pool and rink: ringue de patinação no gelo (novembro a março) como sobre rodas (abril a outubro).  O custo de admissão, para adultos, é de seis dólares e 25 cents. Localização: da 106th Street a 110th Street.
  8. Dairy: Centro de informações para os visitantes do Central Park e ainda uma loja de lembrancinhas (mapas, livros, canecas, chaveiros, camisas, bonés…)
Ponte do Brooklyn (Brooklyn Bridge) liga os distritos de Manhattan e do Brooklyn. Para chegar na Ponte do Brooklyn, ou Brooklyn Bridge, de Manhattan é só seguir pela Sands ou Pearl Streets e do próprio Brooklyn pela Tillary ou Adams Streets. São quase 2km de ponte, e muitas pessoas recomendam o trajeto a pé!

Read Full Post »